O sacrificante garimpar do Homem por mulheres viáveis para relacionamento sério na sociedade moderna








Em tempos atuais o Homem solteiro e livre, quando se vê pronto para uma nova relação com uma nova mulher (ou seu primeiro relacionamento), encontra grande dificuldade sobre as opções disponíveis.  As categorias não animam nenhum cidadão idôneo que leva a sério suas relações, ainda mais em tempos de traições, enganações, manipulações, chantagens, influência de terceiros, aparências, falsas ostentações, exigências femininas (sem nada a oferecer), etc. São elas:
- Novinhas: praticamente ainda “cheirando a leite” estas meninas ainda estão na fase de curtir, vivem em festas, baladas, têm amigas v@dias influentes que muitas vezes ditam os hábitos (pois ainda não têm a personalidade formada, na maioria dos casos). São as mais cheirosinhas, pele macia, cabelos bem cuidados, corpinho com tudo em ordem (são gostosinhas e as mais atraentes, apesar dos "pesares"), sabem disso e usam como “arma” para caçar elogios e elevar o ego pelo número de homens que as desejam (muitas vezes nem querem se “prender” a relacionamentos sérios). Homens que querem um relacionamento estável e tranquilo passam longe destas;
- Esbagaçadas: com o tempo, relacionamentos com vários, decepções, vida desregrada, hábitos noturnos (festas, baladas, bebidas) e despreocupação total com a aparência e saúde, estas mulheres já estão num grau elevado de baixíssima autoestima. Novinhas ou nem tanto, as debulhadas estampam na aparência que já rodaram muito e dificilmente atrairão Homens com intenção de namorar sério. Não conheço Homem que aceite uma mulher que se estragou a vida toda;
- Traumatizadas por namoros anteriores: estão com tudo "fechado" em relação a sentimentos e preferem ficar sozinhas (quando não se tornam feministas) a arriscarem uma nova relação. Dificilmente um Homem conseguirá tirar a casca de pedra do coração e mente destas, pois pensam que não existem Homens que prestam. Destas, os Homens sem muita paciência para ficarem meses tentando ao menos convencer que não são iguais aos que ela se relacionou, pulam fora logo de cara;
- Gordonas: podem até ser viáveis no sentido de serem um pouco mais espertas e não caírem na falsa ilusão da "liberdade sexual" e outras modinhas das "zamigas" como frequentarem baladas, não serem cachaceiras ou dadeiras, mas não ligam a mínima para a vaidade e nem para a saúde (salvo raras exceções onde algumas têm problemas crônicos de saúde). E não estou falando das gordinhas, pois destas muitos homens até gostam e sim das gordonas mesmo, das pesadas e inviáveis quando se fala em relação sexual. Somente alguns pouquíssimos Homens que têm taras por obesas mórbidas investiriam relacionamento sério com esta categoria;
- Mães solteiras: algumas podem ser lindas, estudadas, bem sucedidas financeiramente e na carreira, muitas se cuidam como nenhuma outra, algumas ganham de 10x0 de muitas novinhas e até podem ser corretas no estilo de vida social. Mas... nem preciso detalhar dois itens problemáticos que todo Homem sabe: filho(s) de outro homem, a proximidade e na maioria dos casos o contato direto com o pai do(s) filho(s) dela. Se você, Homem, que ainda pensa em querer uma virgem, ou que lhe dê um primogênito e somente aceita filho SEU na relação esta mulher não é para sua vida;
- Balzacas interesseiras: como já estão em idade de decidirem se vão para o céu ou inferno (arrumam um Homem ou criam gatos e tomam antidepressivos para o resto da vida) são desesperadas, mas muitas vezes barangudas (nenhum Homem quis) ou rodadas que acham que podem escolher o Homem mais bonito e bem sucedido na vida. Geralmente são as que aceitam até caras bem mais velhos e separados, com filhos, desde que eles venham 100% prontos: casa, carro, estabilidade financeira e um ótimo emprego. Se um Homem ainda não conquistou uma tranquilidade financeira na vida, para estas ele não tem vez;
- Coroas conservadas: geralmente separadas e algumas bem cuidadas e saudáveis (têm maior estabilidade financeira em alguns casos e investem na aparência), mas dificilmente sem filhos. Quarentonas (ou mais) e solitárias sabem que não estão mais nas primeiras partes da pirâmide e atraem homens com uma faixa de idade bem mais avançada. Totalmente inviáveis para Homens que ainda sonham em ter filho(s);
- Casadas, noivas e namorando: se envolver com mulheres já compromissadas é um grande erro para o Homem solteiro, livre e desimpedido. Então só cito esta categoria para lembrar que existe aqui uma certa “fila de espera” por aquelas que realmente valeriam a pena o relacionamento sério (se não, estariam jogadas e carentes) mas estão comprometidas, podendo a qualquer momento estarem disponíveis caso aconteça algum rompimento amoroso com seus parceiros.

11 comentários :

  1. Nos tempos de hoje é muito difícil encontrar uma mulher para relacionamento. Não digo nem mulher virgem. Digo ao menos mulheres que se enquadrem no item "mulheres traumatizadas com relacionamentos anteriores". O problema é que podemos até achar que encontramos uma mulher que sirva e depois a pessoa se revelar uma tremenda filha da puta. Nem sei mais em quem acreditar.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, legal!
    Faltou você citar as FALSAS SANTAS, que são UM PERIGO!, além das interesseiras e as que só se relacionam com homens de destaque/ status.
    Paz

    ResponderExcluir
  3. Bom dia! Gostaria de fazer uma pergunta relacionada a esse texto sobre mulher "solteira com filho". Sou solteira (separada) , independente, engenheira de mecatrônica (USP) , concursada, Petrobras, casa própria quitada, bairro classe média alta, carro e tudo que talvez outras ou outros não têm. Casei com um federal que começou a ter problemas psiquiátricos devido à seu cargo na polícia. Nos separamos porque ele quis. Fui criada para me casar uma única vez. Fiz minha parte. Pais falecidos. Tenho uma filha. O pai mora em outro estado. Minha filha seria um problema em que sentido, já que com 12 anos ganhou uma bolsa e está no Japão ( menina criada nos moldes antigos) , e , ficará no mínimo 3 anos lá e provavelmente ficará devido seu QI e desenvolvimento. Eu me encaixo, aonde no seu conceito meu amigo? A pergunta é séria! Não sou feminista! Muito grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o link para perguntas é este, cara anônima: https://ask.fm/verdadesinconvenientesblog

      ou

      http://goo.gl/forms/kARaXhzBsH

      Excluir
    2. O pai da sua filha morreu? Se não, o contato com ele eventualmente ainda se dará. Confesso que aparentemente, você tem boas qualidades (se for verdade o que você diz). Mas a questão é da pessoa que quer relacionamento inicial, ter um filho, filha com uma pessoa. Sei lá, pode ser que um pai solteiro já ache sua condição boa para investir, mas a não ser que você tenha muitas qualidades (doçura, gentileza), eu ficaria longe, como homem solteiro. #paz

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Dona Anonima, você pode se encaixar onde quiser, menos como "independente", tendo em vista que quando você se autointitula "independente" subintendesse se tratar de alguém sem nenhuma dependência, mas pelo que parece você depende da opinião dos homens deste blog. No mínimo contraditório,né?
    E indo além, em uma rápida reflexão sobre a sua questão, novamente um contra senso é avistado de longe, pois sua pergunta é de como você se enquadra na visão dos homens por não concordar com nenhuma alternativa apresentada ou seja você deixa claro também que precisa de um homem, caso contrario não estaria preocupada com a matéria, isso é obvio.Estranho para quem é bem resolvida e tão dona de si mesma, indivíduos bem resolvidos com certeza irão dispensar ,seguindo um raciocínio logico, qualquer nova resolução de sua vida e isso inclui um parceiro na mesma, ou será que você se refere apenas a independência financeira e não amorosa, sentimental, emocional e afins....no mínimo estranho.
    Por fim não se trata de ser um grande pensador para perceber que você não tem absolutamente nada de independente, usa esse discurso para se defender quando suas atitudes desagradam a esmagadora maioria dos homens de bem, apenas escutou isso na tv e leu nas revistas e agora finge ter um senso crítico, mas não passa de relativismo barato...é trite.mas faz parte.
    Gosto quando a mulher tem discernimento e não precisa de retórica, pois aí sim utiliza de suas células cinzentas, caso contrário é somente mais uma...só isso.
    Obs.: Sim você é feminista sim, você só acusou o seu ex, em nenhum momento você se colocou como errada, e sim a vítima do federal com problemas psiquiátricos. E agora, não satisfeita acusa os outros homens que nem sequer conhece de "força-la" a escolher uma das opções acima dispostas. Pura misandria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o amigo. Pura misandria dela, de forma implícita. Tá difícil hoje, amigo.

      Excluir
  5. Ferrou! Vou virar um monge. Rs

    Falando sério, realmente, hoje em dia está complicado mesmo. O Respeito, a Moralidade e a Lealdade foram varridas para debaixo do tapete.

    ResponderExcluir
  6. Marriage Strike como solução para a felicidade do homem decente. Antes só do que mal acompanhado, e põe mal nisso......

    ResponderExcluir
  7. Verdade! A maioria já teve diversos relacionamentos seriais frustrados anteriores e a tendência delas é descontar toda essa inquietude no atual parceiro. São cheias de dedos, de regras, que no passado não eram assim. Estão psicologicamente falidas, não cresceram, nem se desenvolveram, permaneceram paradas no tempo passando de mão em mão e a única coisa com que entram no relacionamento é com a buceta e mais nada. O homem que entre com o resto. Não agregam nada, exigências mil... enfim essa são a maioria. Uma pequena minoria, mais seletiva, teve poucos relacionamentos mas não querem crescer junto, querem um cara pronto, completo, casa, carro, bom emprego muito superior a seu próprio nível sócio econômico ou grau de escolaridade. É um dilema com que o homem de hoje tem que conviver todo dia: investe em uma sem futuro ou tenta a sorte com uma mais seletiva...

    ResponderExcluir