Deixe de ser uma mulher idi0ta: "homens" que apoiam sua promiscuidade só querem te comer ou te tornar uma rodada para beneficiar "eles" mesmos


Quando um (pseudo) homem diz que admira mulheres "seguras", "independentes" e libertas de qualquer regra/ opressão...ele quer duas coisas:
1.Ou é gay e com estas ideologias pregadas pretende fazer mais mulheres rodadas a fim de depois serem devidamente rejeitadas por outros pensando de forma imbecil e ilusoriamente que mais homens virarão gays por causa disso, ou...
2. É um verme cafa que pretende que mais mulheres "libertas" fiquem disponíveis e dando fácil por aí para alimentar o descontrole que ele tem do próprio p@u. Por isso ele apoia a promiscuidade feminina se aproveitando cada vez mais facilmente de uma quantidade maior de mulheres dadeiras objetivando o prazer dele mesmo! Já ouvi de alguns pint0s loucos solitários a frase: "- É, tem que dar mesmo!".
Não em vão as rodadas fazem amizades com caras gays, dizem se sentirem mais à vontade com eles. Obviamente porque estes apoiam TODAS as atitudes que fazem com que elas não passem a imagem de uma mulher séria/ decente e com isso tenham uma fama de mulher fácil entre os homens do âmbito social em que vivem. 
De uma forma geral (mas não total), se um amigo seu gay te incentiva a trair, sair com um homem diferente a cada fim de semana ou concordar que você USE o seu parceiro... na realidade "ele" está pretendendo que sua reputação seja a mais suja possível para que o mesmo desfrute de duas coisas: mais homens virem gays por causa de decepções com mulheres pu7as (iludidamente, pois quem é hétero é hétero e acabou) e que você sempre o tenha como apoiador moral em horas difíceis, haja visto que a intenção de alguns é "ver o circo pegando fogo" gerando mais términos e menos casais héteros, por conveniência. Esta é a verdade.

2 comentários :

  1. Belo texto...é bem isso mesmo!!!!

    ResponderExcluir
  2. Caro autor, na minha humilde opinião ou a mulher seja promiscua ou não seja ela será como objeto na mão dos homens anyway...

    ResponderExcluir