Você é saudável. A sociedade que está doente











Se você chegou até aqui para ler é porque se identifica com muitas das verdades expostas nos textos. Ou porque achou interessante conhecer e ao mesmo tempo se chocar com várias verdades que nunca havia lido em lugar algum, mas que existem dentro da sociedade e não lhe falaram. Então é natural se sentir "anormal" numa sociedade cada vez mais injusta, cruel, bizarra, insana, sem amor e doente.

Entretanto não deixe de ter amor por si mesmo(a), pois isso é fundamental para vencer as guerras psicológicas as quais somos submetidos nos relacionamentos modernos. E neste texto vou lhe explicar o porquê.

Se você cuida de si mesmo(a) e projeta de forma racional o seu presente e futuro, diferente de idi0t@s de m3rda que existem as montes dentro da atual sociedade, sinta-se uma pessoa diferenciada. Você é igual a pouquíssimos. Não se sinta o(a) "diferente" no sentido ruim. Sinta-se privilegiado(a). Em grande parte dos casos não é você que tem algum problema e sim são as engrenagens sociais que estão ao nosso redor e como elas rodam atualmente.

A sociedade está doente. Fisicamente, psicologicamente. Remédios contra a depressão, contra dores, contra stress, terapias, muita gente se rendendo ao alcoolismo e alguns até a drogas pesadas, pessoas jovens tendo que se submeter a cirurgias e tratamentos com medicação pesada e cara, a busca incessante e a qualquer custo somente pela perfeita estética, divórcios, violência, qualquer forma de preconceito, entre outros males criados pelos próprios e únicos seres "dotados de raciocínio".

Acha mesmo que você é inferior àqueles imb3cis que sempre te criticam por algum motivo fútil (que, em 99% dos casos são coisas que você faz ou conquista que causam inveja a muitos)? Repense! Você não tem problemas físicos ou psicológicos. Você é saudável. Você é diferenciado(a)! Não se menospreze! Você luta, dê valor à essa sua luta diária! Nunca se diminua! Você pode não perceber, mas certas atitudes prejudiciais vindas de pessoas que convivem contigo são por inveja! Comece a analisar mais detalhada e friamente e verá. Pois você simplesmente não consome e deita no mesmo lixo que a grande maioria está escorada.

Este que vos escreve foi criado na base de gritos, xingamentos, discussões, agressões, brigas fúteis, histeria, comparações inúteis, desprezo, indiferença e muito pouco amor, mas nem por isso houve desistência da vida. Nem com tantas pancadas houve a entrega da toalha (como acontece nos ringues de lutas). Nem com a falta de confiança depositada houve retrocesso ou renúncia aos objetivos que alcançou e outros que ainda estão por alcançar. E olha que, quando não se tem uma base sólida (família), toda a estrutura (vida) desaba. Mas não desabou em nenhum momento, pois houve fé, houve insistência, houve a não aceitação e nenhuma atenção dada ao que se ouvia de nocivo.

Não pense que aquela pessoa sempre exageradamente alegre e sorridente que você vê todos os dias no seu trabalho é realmente feliz, pois ela pode estar tentando esconder muitas coisas ruins que suporta. Não pense que aquela pessoa que conta várias vantagens em cima de você e dos outros e sempre te "cutuca" com alguma característica física ou comportamento seu é a pessoa mais f0d0n@ do grupo e está sempre chamando a atenção; ela pode estar fazendo isso porque tem problemas de autoafirmação. Não pense que está sendo fácil pagar as parcelas daquele carro do ano que um colega seu adquiriu (irresponsavelmente) e está ostentando todos os dias a todos que conhece, ganhando elogios pelo modelo automotivo escolhido; ele pode estar agora precisando de ajuda financeira até para comprar o que vai comer.

Outra situação "doente" é a dos que sempre odeiam os que se realizam. Exemplo prático: uma pessoa que começa a praticar atividades físicas e muda sua alimentação para uma vida mais saudável é prontamente indagada por certas pessoas sobre o motivo de estar fazendo aquilo e, se ela mostrar sucesso na nova vida, é prontamente atacada, contrariada e criticada por muitas outras que não conseguem ser iguais, sentem inveja, têm outro estilo de vida e passam a denegrir as que colhem os frutos de uma vida "diferente" dos demais do grupo. Certamente também aparecerão indivíduos que vão avacalhar e ridicularizar dizendo: olha, com isso você não aproveita sua vida/ você tem que beber até cair/ você tem que fumar alguma droga/ você tem que fazer esta bizarrice para ter histórias para contar/ você tem que começar a frequentar esse lugar aqui/ você tem que se submeter a isso ou aquilo/ você tem que desencanar disso/ etc., sempre tentando fazer com que você perca seu foco.

Mas como a máxima de hoje em dia é "parecer" feliz a qualquer custo, nunca saberemos nem imaginamos o que está por trás das cortinas sociais as quais são colocadas em nossa frente.

Explicando em "miúdos": quem tem o poder e o privilégio de não se contaminar com muitos comportamentos modistas nocivos que surgem no dia a dia de uma nação cada vez mais judiada e desamparada de tudo como a brasileira, já dá um passo bem largo para sair de um insalubre caminho "bovino" de linha reta que a grande massa anda.

É realmente muito difícil remar contra uma certa maré que já existe há anos, décadas. Uma maré social que incita a valorização do que não é essencial: consumismo exagerado, falsidades, jogos e conchavos para derrubar pessoas, desonestidade, promiscuidade, depreciação da mulher, a luta incessante para ser o mais rico, o mais popular, vícios, corrupção, inimizades e a geração de grupos que são contra outros grupos, a degeneração dos relacionamentos, traições, mentiras, interesses, entre tantos outros "doentes" atos humanos cada vez mais frequentes.

Mas sem dúvida nenhuma é fundamental que cada um saiba sua missão por aqui. É fundamental que cada um faça sua parte. É fundamental deixar de lado o lixo para desfrutar do que é realmente valioso.

Porém, pouquíssimas pessoas sabem disso no meio social em que vivemos. Isso é triste, pois não podemos mudar a mente das pessoas de nosso convívio, mesmo as que preferem viver eternamente num mundo de ilusão e que um dia possivelmente pagarão um preço alto por isso.

Trilhar caminhando defronte a uma manada que está vindo correndo bovinamente na contramão não é fácil. Mas sinta-se realizado(a) se hoje você não está pagando as consequências de erros que cometeu no passado. Sinta-se privilegiado(a) se hoje você está colhendo os frutos de boas escolhas, mesmo as mais simples.

Afinal, só o tempo dirá a quem se adoentou...o quanto você era e é saudável.

5 comentários :

  1. Grande texto! Realmente a sociedade se incomoda com quem não segue o (fluxo).

    ResponderExcluir
  2. não é sinal de saúde estar em sintonia com uma sociedade doente!!!

    ResponderExcluir
  3. Cara, tá cada vez mais difícil. Vc se sente só, aí tenta se socializar daí vem um sentimento de desajuste ou de ridículo. Não é fácil caminhar na direção contrária a multidão mas é insano caminhar junto a ela. Uma vez que vc se liberta não tem mais volta, ou vc aguenta toda a zombacao e solidão que vem junta com a mudança ou vc vive pra sempre tentando corresponder às expectativas dos outros, e isso é uma merd@.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é sei bem como é, mas o texto foi motivador!

      Excluir