O machista e o machista burro



Quando as pessoas citam o termo machista ou machismo eu até me calo, procuro alguma cadeira para me sentar e uma posição que me dê um ângulo favorável para ficar olhando quem está com a palavra e poder rir por dentro de tanta asneira que se fala por aí, tanto de homens como de mulheres.

Acho que nunca ninguém abordou isso, mas eu enxergo o machismo dividido em dois tipos: uma pessoa machista e uma pessoa machista burr@. Mais uma vez enfatizo que pode ser homem ou mulher. Sim, existem mulheres machistas.

O machista (normal) é aquele que tem ideais de que o homem, em meio à muitas mudanças esquisitas e involuídas na sociedade atual, ainda deve ser o líder da relação, o orientador e guia de sua família (quando pai) e tem biologicamente um sentimento de que seu dever é oferecer segurança à sua mulher.

Mentes idi0t@s rapidamente pensarão: Não! O homem não pode mandar na mulher, ela tem de ser livre, sair com outros homens, porque não tem nada a ver isso, ela tem que pedir um "tempo" para pensar mesmo, e blá, blá, blá.

Não é "mandar" nem oprimir, escravizar ou violentar a mulher, seus cérebros de merd@ de galinha. É guiar, oferecer à mulher uma segurança emocional, entre outras coisas, que a faz crer que ela realmente está junto de um homem e não junto de um menino chorão afeminado que se deprimiu só porque teve alguma decepção no amor, no trabalho ou mesmo na família, como alguns homens "modernos" fazem. Não à toa muitos homens têm orgulho quando são julgados como machistas.

Por isso que sempre relembro eras passadas como a época em que a família ainda era a base de tudo e onde o feminismo até almejava direitos para as mulheres e não era uma doença com ideologias de ódio ao sexo masculino, como é hoje.

Já o machista burro é aquele que realmente não evoluiu em nenhum aspecto e não se adaptou ao cruel e insano mundo moderno. Tem a sensação de ainda estar vivendo a era paleolítica e não altera nem um milímetro sua forma de pensar, mesmo que seja para poder sobreviver às cobranças e necessidades atuais do ser humano em família, por exemplo.

Você pensa que hoje em dia, com pessoas querendo comer a cabeça de outras pessoas no mercado de trabalho, preços de itens necessários para se alimentar, falta d'água e outras dificuldades...um homem poderá ter o luxo de obrigar sua mulher a não trabalhar, nem estudar e ficar em casa? Claro, os bilionários. Mas quantos desses você conhece pessoalmente? São poucos.

Um amigo me confessou que, num próximo relacionamento, ele quer encontrar uma mulher que trabalhe. Não uma típica carreirista, como alguns rotularam por aí (e se esta carreirista facilitar a realização de metas na vida a dois, qual o problema?). Mas sim uma mulher que entenda que ele sozinho não tem condições plenas de ser o único provedor do casal, caso pretendam formar uma família futuramente e exista uma cumplicidade também com os ônus da vida enquanto juntos.

Você acha mesmo que com o seu salário poderá arcar com todas as despesas, tanto suas como de uma mulher sua? E se ela exigir viagens todos os anos? E se vierem filhos? Certamente, em alguns casos, mulheres que resolveram ficar com homens bastante ricos realizaram muitos dos seus sonhos e toda manhã pedem o mesmo suquinho na beira da piscina de suas mansões, enquanto o marido vai para o trabalho, porém estas são completamente realizadas e felizes?

O machista burro é o que pensa que somente o homem pode sair com amigos, mesmo que não seja para put@ri@s, só para um futebolzinho, por exemplo... só pelo fato de ele ser...homem. Ora, aí não haverá igualdade e nem cumplicidade na relação. Este sim é um machista burro que de fato só entende que: se um ser humano nasce homem ele automaticamente é superior a uma mulher. Em todos os sentidos.

De uma forma geral, um machista com seus ideais naturais não é o machista burro.

Outro exemplo: salários iguais? Para homem e mulher nos mesmos cargos? As competências são iguais? Então ok. Já o machista burro pensaria dessa forma: "Olha, o homem tem de ganhar mais, mesmo fazendo as mesmas coisas que a mulher, no mesmo cargo, mesma empresa e nas mesmas condições. Ele é homem, ué".

Entendeu a grande diferença de pensamento de um machista normal e de um machista burro? Pois é. Há uma certa divisão aí. Entre os machistas que sabem o que realmente tem de bom no machismo e os que ainda não se adaptaram às novas leis de sobrevivência em uma sociedade cada vez mais agressiva ao verdadeiro homem e sua essência.

5 comentários :

  1. ...sou mulher e sou machista! Não tenho medo de barata, mas se tem um homem em casa quero que ele mate. Por outro lado me sinto "ofendida" se vejo um homem executando atividades domésticas enquanto a mulher assiste aos lixos da tv aberta!
    Muitas pessoas me consideram louca por doutrinar meu filho para executar a vida externa e não o preparo para a "realidade" da vida.. Ja disse mais de uma vez, se é pra casar com uma mulher que não sabe e não realiza as "prendas do lar" prefiro que ele vire padre!

    ResponderExcluir
  2. "E se ela exigir viagens todos os anos?"

    Simples, ela vá viajar sozinha, pagando do próprio bolso ou da PQP. Não tolero que me exijam coisas que não quero fazer.

    ResponderExcluir
  3. Então eu espero de coração que ela seja bem rico pra pagar todas as despesas, pq mulher trabalhar fora e ainda cuidar da casa sozinha, com um bundao que não sabe nem lavar uma louça, não vai durar um ano!

    ResponderExcluir
  4. Sei fazer de tudo em casa, pois trata-se de uma questão de sobrevivência, já que moro sozinho... Hoje em dia a mulherada erra até pra fazer miojo e lavar uma louça é considerado "opreçãum" porque prejudica as unhas da dondoca... E para sexo eu pago por profissionais, já que amadorismo é sempre sinónimo de dor de cabeça!

    ResponderExcluir