Porque não ser consumista burro e seguir a "onda" dos outros


É extremamente lamentável quando vejo homens pagando bebidas nas baladas para mulheres com o pensamento turvo em relação ao que vão realmente conseguir.


Cenas como essa e mais bizarras ainda são muito fáceis de se ver no cotidiano de pessoas que vivem na ilusão de que, se fizerem o que boa parte dos amigos fazem, vão obter sucesso, popularidade e serem aceitos de forma transparente.


Existe uma cultura maldita sobre ter que consumir/ comprar tudo o que se lança no mercado, tudo o que é divulgado no intervalo de novelas, telejornais e também, como se não bastasse, ter também a mesma atitude de um bando de alienados que mal sabem escrever o próprio nome. Sim, esta é uma verdade inconveniente e trágica nos dias de hoje.


Quantas vezes você já pediu para seus pais (geralmente na época da adolescência) para comprarem um tênis que estava na moda e via todo mundo usando? Bem, isso é muito comum. Mas o tempo passa e parece que muitas pessoas não evoluem, pois só mudam o produto. Então lhe perguntam: - quando você vai trocar de carro?


Muitos consomem por status. É aquela velha frase: muitas pessoas gastam dinheiro que não têm, para comprar coisas que não precisam (e ás vezes que nem gostam tanto), para impressionar pessoas que não gostam. Então tornam-se escravas do consumismo burro, que é como se fosse uma carteirinha de aceitação na sociedade.


Sobre atitudes, bem, eu poderia ficar escrevendo milhares, a começar desta contida no primeiro parágrafo deste texto. Não importa a idade, o ser humano moderno se importa mais do que deveria com a vida dos demais ao seu redor, foi perdendo a personalidade ao longo dos anos e muitos aceitam e fazem de tudo para serem aprovados por meia dúzia de pessoas até com mais pobreza de espírito do que ele. Para que precisamos vestir a mesma marca de roupa dos colegas de trabalho, por exemplo? Qual o benefício de se frequentar lugares nos quais você não se sente à vontade ou não gosta? Medo de ser segregado?


Quer dizer então, seu trouxa, que se seu amigo encher a cara até ficar em coma alcoólico você fará isso também? Quer dizer então, que se sua amiga chifra o marido e você a vê saltitante, vai passar a ser infiel também? Quer dizer então, que se eu te disser que o novo "point" que a galera mais legal está frequentando é ali na quebrada, uma biqueira onde rolam altas drogas da Vila tal, você vai se preparar para ir já neste próximo fim de semana?


Não seja mais um ser humano que aceita viver "bovinamente" em busca do que você nunca precisou mostrar para ninguém.

Um comentário :

  1. Infelizmente estamos na era em que somos definidos pelo que temos!
    Até o nossa satisfação advém de muitas conquistas materiais, ótimo, é resultado do seu trabalho e esforço, mas sabe-se de muita gente que não o faz por isso..
    Em observância ao numero de depressivos financeiramente bem, mas que pregam que dinheiro não trás felicidade. Dinheiro é para trazer e manter a liberdade!
    Pessoas frustradas (e muitas, sexualmente), consomem sem limites, já outras por querer de alguma forma garantir com a ostentação o respeito, isso jamais acontecerá.
    É triste e covarde a maneira como é imposta a necessidade de consumo, mesmo a criança tendo muitos brinquedos, video game, tablet e outras porcariadas, ainda assim sentirá falta daquilo que a TV mostra que ela "precisa" COMPRAR, pra ser feliz..
    Ir contra essa cultura esta cada vez mais dificil, já que consumismo vende felicidade, amor, prazer, prova é o nosso calendário cada vez mais comemorativo e influenciado pelo comercio..
    Eu ganhava presentes apenas 2x ao ano (aniversário e natal), meu filho ganha 4 (dias das crianças e páscoa) e chamo a atenção de forma muito rigida de pessoas que o presenteiam sem motivo, fora destas datas ( geralmente avós)
    Quando esta doente por exemplo: ele não tem que comer o que quer, e ir passear onde quer e ganhar o brinquedo que quer.. ele tem que se alimentar corretamente para se restaurar mais rápido possivel, se resguardar em casa até que esteja bem para ir ao parque e jamais ser presenteado por estar doente.. ou ele vai se sentir mais amado quando estiver numa cama do que quando estiver saudavel brincando, estudando...
    A mente humana é preparada para "golpes", muitos deles pregados pela obrigação de demosntrar amor e apreço..
    A de se ficar vigilante, uma vez estabelecido o auto controle, a conquista do equilibrio é ainda mais complexo.. porque afinal a sociedade te cobra em numeros, rendimentos e porque não dizer em griffes.

    ResponderExcluir