Ser alguém na vida






Esqueça essa menção social de ser "alguém na vida". A partir do momento que você nasceu, você já é alguém nesta vida. Tem muitos "alguéns" por aí, até com sobrenome e cargos famosos que hoje estão presos ou estão infelizes.


É sabido que nem todo o dinheiro do mundo vai te curar de uma doença terminal. Então não se atreva a colocar uma merda qualquer de ostentação acima do seu próprio bem.


Você também não pode obrigar uma outra pessoa a te amar forçadamente, isso não existe. E nem ser o que você não é para fazer ela amá-lo. Cada um manda no seu respectivo coração, então não tenha atitudes fora da sua filosofia de vida só para agradar ou conquistar alguém.


Almejar um cargo na sua profissão é saudável. Desde que você se comprometa a fazer isso com seriedade e sem esquecer dos aspectos fundamentais da sua vida: saúde, família, honra, entre outros que você mesmo deverá saber. O que faz você perder seu valor é se dedicar furiosamente por nada, para nada e no final, ficar sem nada conquistado.


Abra o olho para pessoas ao seu redor que te diferenciam por causa da faculdade onde estuda, local onde trabalha, sua roupa, seu carro ou algum bem material que você tenha. Desista de tentar ser igual aos outros! Vai perder seu tempo de vida! Aja com zelo pelos próprios princípios desde sempre.


Para verdadeiramente não ser um "bosta" na vida direcione-se no seu desenvolvimento pessoal e realize-se, sem se preocupar com itens totalmente secundários.

Um comentário :

  1. Nos é ensinado (e cobrado) que ser alguém na vida é ser uma pessoa materialista, soberba (que vira escrava do dinheiro e dos compromissos e esquece de dar um sentido a vida, buscando o que realmente realiza a pessoa).
    No fim, para as convenções sociais, ser "maduro" e ter "sucesso" é jogar o jogo da maioria, ser escravo de padrões, ser soldado de guerras que não são nossas e sermos infelizes para fazermos a felicidade dos outros.
    Isso ainda, que a maioria tem uma visão comercial da vida e quem tem uma visão espiritualizada e descomplicada da vida é ridicularizado ou taxado de várias coisas, afinal, é preciso ser um bom produto a ser vendido.
    Cabe a nós, nos rebelar contra esse modelo opressor que gera depressão, stress e frustração.
    Adorei o texto. Que bom que muitas idéias novas estão ganhando espaço.

    ResponderExcluir